ARTE DA MANGIARE

ENG: A post-modernist, post-structuralist and post-mortem gore’met recipe by Chef Rø [aka Rogério Nuno Costa] created for TELL Festival 2010, a short performance art event curated by Sérgio Marques where artists must perform in total darkness for a maximum of 10 minutes. The performance took place at the club Passos Manuel (Porto, Portugal) and consisted of a fictitious radio cooking show: “ARTE DA MANGIARE teaches the housewives how to cook Post-Modernist Art [aka Rhetorical Terrorism] in small prophylactic [aka Cultural Placebos] and antihistamine [aka The Annoyance As The New Avant-Garde] tasting shots. ARTE DA MANGIARE is indigestible: a Goronsan that has long passed its expiry date.”

PT: Receita Gore’met Pós-Modernista, Pós-Estruturalista e Pós-Mortem criada para o TELL Festival 2010, programa de performances, curtas e às escuras, com curadoria de Sérgio Marques. Um programa de rádio de difusão pirata, apresentado em direto e ao vivo no mítico club Passos Manuel (Porto), no qual Chef Rø [aka Rogério Nuno Costa] ensinará as donas de casa a cozinhar Arte Pós-Moderna [aka “terrorismo retórico”] em pequenas doses profilácticas [aka “placebos culturais”] e anti-histamínicas [aka “o aborrecimento dormente como cura possível para a soberania do arty-chique”]. ARTE DA MANGIARE quer elevar a arte à categoria de gastronomia, porque o contrário já foi feito. ARTE DA MANGIARE não é indigesta, ela é a própria indigestão. ARTE DA MANGIARE é um Goronsan fora do prazo de validade.


Conceito/Performance/Voz & Edição: Rogério Nuno Costa | Jingle: Steven Bird | Palavras: Nuno Miguel & Rogério Nuno Costa | Consultoria Terrorista: Cátia Pinheiro & José Nunes | Apoio: Prado/espaço ruminante