F FOR FOOD



2013 começou assim. Um pontapé de saída, ainda embrionário, para a instauração de uma nova Rø’tten Age. Ou matava o Chef Rø, ou obrigava o Chef Rø a inventar um novo posicionamento conceptual. Não se pode ficar muito tempo no sótão d’avó — o pó entope as sinapses e a humidade aloja-se no temperamento, atraindo toda a sorte de germes que só querem “putas e vinho verde”. E o Chef Rø é tudo menos cozinheiro — é que a gastronomia está mais para o design que para a arte, e eu nunca tive muito jeito para o desenho… Foi mais ou menos isto que tentei comunicar, mesmo que subliminarmente, durante a minha apresentação no TEDxGuimarães. Um ano depois, em Fevereiro de 2014, transformarei esse pensamento em acção, numa performance/instalação que será mais “putativa” que “gustativa”, ainda que de fácil digestão! Não será sobre mas sim à volta do filme de Orson Welles, cujo título manobrei para dar nome à minha talk vimaranense e também ao texto que ainda este mês será publicado na agenda Viral. “F FOR FOOD” é apenas um dos desvios rizomáticos que se esperam para o próximo Ano Culinário que será, espero, meta-retiniano, proto-cínico e alter-moderno, mas sempre über-delicioso! Afinal de contas, o conceito do Røstaurant™ é só um: fazer comida — o sensual absoluto ainda vinga, e serve-se gelado, como qualquer boa indústria criativa. Mantenham-se atentos que isto vai entrar em combustão espontânea não tarda nada… 😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s